Dólar cai e fecha abaixo de R$ 1,60

Dólar-cai-e-fecha-abaixo-de-R-160.jpg

Moeda terminou o dia vendida a R$ 1,5911, em queda de 0,84%. Volume de negócios ao longo do dia foi pequeno.

O dólar fechou abaixo de R$ 1,60 nesta segunda-feira (29) pela primeira vez após seis dias, refletindo o maior apetite por investimentos de risco em um dia de volume de negócios abaixo da média.

A moeda norte-americana fechou em baixa de 0,84%, a R$ 1,5911 para venda. Às 17h, o dólar tinha baixa de 0,17% em relação às principais divisas, e aplicações de risco como ações e commodities avançavam em todo o mundo, após dados melhores que o previsto sobre o consumo nos Estados Unidos e depois da passagem do furacão Irene por Nova York.

O volume, no entanto, era pequeno, com 209 mil contratos negociados no principal vencimento futuro a uma hora do fechamento na BM&FBovespa, abaixo da média de 377 mil no mês. “O mercado está devagar. Ele faz 180 mil tranquilo até 12h30, uns 200 mil até uma hora da tarde”, disse o gerente de operações da Banif Securities, Arnaldo Puccinelli.

O aumento da meta de superávit primário do setor público em R$ 10 bilhões neste ano, anunciado pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, teve pouco impacto sobre o mercado de câmbio. No longo prazo, porém, o economista do Goldman Sachs, Alberto Ramos, avalia que um maior esforço fiscal tende a diminuir a pressão pela alta do real.

“Uma maior disciplina fiscal poderia levar a juros menores, com uma diferença mais curta entre as taxas locais e externas”, escreveu em relatório após o anúncio.

A taxa Ptax, calculada pelo Banco Central e usada como referência para ajustes de contratos futuros e outros derivativos, fechou a R$ 1,5974 para venda, em queda de 0,87% ante sexta-feira.

Fonte: G1 Economia