O que pode atrapalhar a gravidez?

O-que-pode-atrapalhar-a-gravidez.jpg

Alguns casais encontram várias dificuldades na hora de engravidar. Para resolver essa questão e conseguir a gravidez, muitos deles recorrem à tabelinha, posições especiais e até mesmo simpatias. No entanto, existem algumas medidas simples que podem trazer ganhos expressivos para a fertilidade conjugal.

A gravidez depende de fatores que vão além do período fértil da mulher. Os hábitos e estilo de vida, bem como a existência de alguma doença podem reduzir consideravelmente as chances de um casal iniciar ou aumentar a família.

Por isso, para que uma criança seja gerada é preciso cuidar da saúde de dentro para fora. Quer saber como contribuir para a tão sonhada gestação? Confira a seguir!

Quais fatores interferem na gestação?

Um dos principais aspectos que podem interferir na concepção natural é a alimentação do casal. Vários estudos mostram que o consumo exagerado de fast-food diminui as chances de gravidez. A mesma recomendação vale para a ingestão de bebidas cafeinadas e alcoólicas.

O hábito de fumar e a obesidade são outros fatores que podem diminuir a probabilidade de um casal engravidar. Da mesma maneira, o estilo de vida do casal também pode impactar na fertilidade. Por exemplo: se o casal ou um dos cônjuges tem episódios frequentes de estresse e crises de ansiedade, pode ser que o potencial fértil deles esteja reduzido.

Além do campo psicológico, é importante o casal ficar atento a algumas doenças que podem acometer o homem e a mulher e que impactam diretamente na qualidade dos espermatozoides e óvulos produzidos. Algumas das patologias que dificultam a gravidez são:

  • Varicocele;
  • Trombofilias;
  • Criptorquidia;
  • Endometriose;
  • Hipotireoidismo;
  • Síndrome de Klinefelter;
  • Síndrome do Ovário Policístico;
  • Doenças infecciosas como a sífilis e a gonorreia, por exemplo.

O que fazer para aumentar as chances de gravidez?

Em primeiro lugar o casal deve adotar hábitos mais saudáveis, com uma alimentação equilibrada e prática regular de exercícios físicos para evitar o sobrepeso, obesidade e sedentarismo. Também é indicado reduzir a ingestão de café e bebidas alcoólicas, por exemplo, limitando a três xícaras por dia e três doses por semana, respectivamente.

No lado emocional, o casal pode conseguir a gestação buscando maneiras de ficar mais relaxado, seja com a prática meditativa ou com a regularização do sono — muitas vezes o estresse é decorrente da falta de descanso apropriado.

Quanto às doenças, o recomendado é buscar o auxílio médico especializado adequado para que as patologias sejam devidamente tratadas ou controladas — no caso da endometriose, por exemplo, que por ser uma doença crônica não tem cura.

O acompanhamento com um especialista pode auxiliar tanto na escolha do melhor momento para ter relações sexuais quanto, também, na escolha de um tratamento de reprodução assistida caso o casal complete 12 meses de tentativas sem sucesso.

Para que a gravidez aconteça é preciso que o homem e a mulher estejam empenhados em fazer o que for preciso para obter o teste positivo. Com a dedicação e o apoio médico necessários, o sonho de construir uma família é só uma questão de tempo.